Prefeitura de

Tubarão

Buscar

Museu Willy Zumblick

Este é um espaço de exposição permanente de parte do acervo do artista tubaronense Willy Zumblick.

Ao todo, estão expostas 72 telas, oito esculturas, 115 homenagens recebidas entre troféus, medalhas, diplomas, certificados e placas, e alguns de seus primeiros instrumentos de trabalho.

Conheça o artista:
Bandeira do Divino, folclore, história, paisagens, naturezas mortas, pinturas, esculturas, caricaturas, painéis, monumentos e carrancas. Estes são alguns dos temas e expressões artísticas as quais o artista plástico Willy Zumblick se dedicou durante grande parte de sua vida.

O tubaronense Willy Alfredo Zumblick nasceu em 26 de setembro de 1913, filho de Roberto Zumblick e Ida Furghesti Zumblick. O gosto pelas artes começou cedo. Já na escola, no Colégio São José, se destacava como melhor aluno em desenho e pintura. Na adolescência era o desenhista dos cartazes de filmes do cinema, atividade que fez de forma sistemática.

Willy era autodidata, mas recebeu contribuições do pintor alemão Frederico Guilherme Lobe, da Escola Alemã de Belas Artes, de Porto Alegre. O pintor foi contratado pelo Padre Geraldo Spettmann para pintar figuras e passagens bíblicas na antiga Igreja Nossa Senhora da Piedade (primeira catedral de Tubarão). O alemão passou quatro anos em Tubarão. Neste período, Willy foi seu auxiliar e com ele recebeu conselhos e lições, aprimorando sua técnica.

Em 1939, Willy fez sua primeira exposição individual, em Tubarão. Com o sucesso da mostra, o artista foi convidado a expor no Cine Rex, em Florianópolis. Logo em seguida surgiram novos convites e a arte de Zumblick ganhou o país e o mundo. Em 1946, ele alugou um salão na sede da Associação Brasileira de Imprensa (ABI), no Rio de Janeiro, e expôs 60 telas.

Poucos dias antes de completar 87 anos, em setembro de 2000, foi inaugurado o Museu Willy Zumblick, que faz parte do Centro Municipal de Cultura. No local estão expostas telas do artista, além de objetos pessoais. A produção artística do tubaronense ultrapassa cinco mil obras.

O artista faleceu no dia 3 de abril de 2008, no Hospital Nossa Senhora da Conceição (HNSC), sendo sepultado no cemitério Horto da Saudade, em Tubarão.

Vida familiar: Em 1937, Willy casou-se com Célia Sá. O casal teve cinco filhos: Carlos, Roberto, Túlio, Maria Elisa, Raimundo e Marcus Geraldo. Além da pintura, Willy deu continuidade à relojoaria que foi de seus pais.

Vida comunitária: Willy Zumblick dedicou-se muito também à comunidade de Tubarão. Ele participou ativamente de diversas entidades como Rotary Club, Grupo Escoteiro de Tubarão, CDL, Acit, Maçonaria e Clube 7 de Julho. Em 1965, foi candidato a prefeito de Tubarão. O artista também recebeu homenagens de diversos municípios e do governo do Estado, Polícia Militar e Exército. Foi doutor Honoris Causa, pela Unisul, e ainda foi eleito pela população um dos 20 catarinenses mais influentes do século 20.


Galeria de Fotos


  • Créditos: Carlos Rocha/Divulgação

  • Créditos: Priscila Ladislau/Decom/PMT

  • Créditos: Priscila Ladislau/Decom/PMT

  • Créditos: Priscila Ladislau/Decom/PMT

  • Créditos: Priscila Ladislau/Decom/PMT

  • Créditos: Priscila Ladislau/Decom/PMT

  • Créditos: Priscila Ladislau/Decom/PMT

  • Créditos: Priscila Ladislau/Decom/PMT

  • Créditos: Priscila Ladislau/Decom/PMT

  • Créditos: Priscila Ladislau/Decom/PMT

  • Créditos: Priscila Ladislau/Decom/PMT

  • Créditos: Priscila Ladislau/Decom/PMT

  • Créditos: Priscila Ladislau/Decom/PMT

  • Créditos: Priscila Ladislau/Decom/PMT

  • Créditos: Priscila Ladislau/Decom/PMT

  • Créditos: Priscila Ladislau/Decom/PMT

  • Créditos: Priscila Ladislau/Decom/PMT

  • Créditos: Priscila Ladislau/Decom/PMT

  • Créditos: Priscila Ladislau/Decom/PMT

  • Créditos: Priscila Ladislau/Decom/PMT

  • Créditos: Priscila Ladislau/Decom/PMT

  • Créditos: Priscila Ladislau/Decom/PMT

  • Créditos: Priscila Ladislau/Decom/PMT

  • Créditos: Priscila Ladislau/Decom/PMT

  • Créditos: Priscila Ladislau/Decom/PMT

  • Créditos: Priscila Ladislau/Decom/PMT

  • Créditos: Priscila Ladislau/Decom/PMT

  • Créditos: Priscila Ladislau/Decom/PMT

  • Créditos: Priscila Ladislau/Decom/PMT

  • Créditos: Priscila Ladislau/Decom/PMT

  • Créditos: Priscila Ladislau/Decom/PMT

  • Créditos: Priscila Ladislau/Decom/PMT

  • Créditos: Priscila Ladislau/Decom/PMT

  • Créditos: Priscila Ladislau/Decom/PMT

  • Créditos: Priscila Ladislau/Decom/PMT

  • Créditos: Priscila Ladislau/Decom/PMT

  • Créditos: Priscila Ladislau/Decom/PMT

  • Créditos: Priscila Ladislau/Decom/PMT

  • Créditos: Priscila Ladislau/Decom/PMT

  • Créditos: Priscila Ladislau/Decom/PMT

  • Créditos: Priscila Ladislau/Decom/PMT

  • Créditos: Priscila Ladislau/Decom/PMT

  • Créditos: Priscila Ladislau/Decom/PMT

  • Créditos: Priscila Ladislau/Decom/PMT

  • Créditos: Priscila Ladislau/Decom/PMT

  • Créditos: Priscila Ladislau/Decom/PMT

  • Créditos: Priscila Ladislau/Decom/PMT

  • Créditos: Priscila Ladislau/Decom/PMT

  • Créditos: Priscila Ladislau/Decom/PMT

  • Créditos: Priscila Ladislau/Decom/PMT

  • Créditos: Priscila Ladislau/Decom/PMT

  • Créditos: Priscila Ladislau/Decom/PMT

  • Créditos: Priscila Ladislau/Decom/PMT

  • Créditos: Priscila Ladislau/Decom/PMT

  • Créditos: Priscila Ladislau/Decom/PMT

  • Créditos: Priscila Ladislau/Decom/PMT

  • Créditos: Priscila Ladislau/Decom/PMT

  • Créditos: Priscila Ladislau/Decom/PMT

  • Créditos: Priscila Ladislau/Decom/PMT

  • Créditos: Priscila Ladislau/Decom/PMT

  • Créditos: Priscila Ladislau/Decom/PMT

  • Créditos: Priscila Ladislau/Decom/PMT

  • Créditos: Priscila Ladislau/Decom/PMT

  • Créditos: Priscila Ladislau/Decom/PMT

  • Créditos: Priscila Ladislau/Decom/PMT

  • Créditos: Priscila Ladislau/Decom/PMT

  • Créditos: Priscila Ladislau/Decom/PMT

  • Créditos: Priscila Ladislau/Decom/PMT

  • Créditos: Priscila Ladislau/Decom/PMT

  • Créditos: Priscila Ladislau/Decom/PMT

  • Créditos: Priscila Ladislau/Decom/PMT

  • Créditos: Priscila Ladislau/Decom/PMT

  • Créditos: Priscila Ladislau/Decom/PMT

  • Créditos: Priscila Ladislau/Decom/PMT

  • Créditos: Priscila Ladislau/Decom/PMT

  • Créditos: Priscila Ladislau/Decom/PMT

  • Créditos: Priscila Ladislau/Decom/PMT

  • Créditos: Priscila Ladislau/Decom/PMT

  • Créditos: Priscila Ladislau/Decom/PMT

  • Créditos: Priscila Ladislau/Decom/PMT

  • Créditos: Priscila Ladislau/Decom/PMT

Vídeo

Mosaico - Zumblick: Vida e Obra - 19/09/13

Programa Mosaico, da Assembleia Legislativa, em homenagem ao centenário de Willy Zumblick.


Localização

Praça Walter Zumblick - Centro