---

  • ?
  • ?

---

  • ?
  • ?

saude
Com poucas doses recebidas, campanha contra a gripe imunizará de forma limitada parte dos grupos de riscos

Publicado em 25/03/2020 às 17:15 - Atualizado em 27/03/2020 às 12:43


Créditos: Laura Remesso/Decom/PMT Baixar Imagem

Nesta quarta-feira (25) mais uma remessa de vacinas contra a gripe chegou em Tubarão. A quantidade recebida não é suficiente para imunizar os dois primeiros grupos de risco, determinados para esta etapa pelo Ministério da Saúde. Assim, a Fundação Municipal de Saúde (FMS) continuará a Campanha Nacional de Vacinação contra a gripe (Influenza) de forma restrita, com o pequeno quantitativo recebido, vai priorizar a imunização dos idosos acamados.

 

As doses recebidas chegam apenas a 19% do necessário para imunizar cerca de 15 mil pessoas, entre idosos e profissionais de saúde, que pertencem a primeira etapa da vacinação e que não conseguiram ainda se vacinar. “Como é um número bem reduzido, as ações de vacinação nos pontos estratégicos estão suspensas até que tenhamos um quantitativo mínimo para retornamos”, esclarece a enfermeira da Atenção Básica da FMS, Shaiane Salvador.

 

A campanha continuará, só que de forma limitada a uma determinada parte do grupo. Essas poucas doses serão divididas e priorizadas para imunizar os seguintes pacientes:

 

• Acamados no domicílio e um cuidador do paciente acamado acima de 60 anos.

• Idosos e profissionais de saúde das Instituições de Longa Permanência.

• Parte de profissionais de saúde da área hospitalar.

 

O Ministério da Saúde, que é o responsável por enviar as doses, ainda não definiu a quantidade e nem a data da próxima remessa, apenas que será enviado semanalmente. “Tão breve, nós receberemos novas doses de vacinas, com quantidade suficiente para o restante dos grupos de risco, e reabriremos a campanha de vacinação”, informa o diretor-presidente da FMS, Daisson José Trevisol.


Galeria de Audios